SLIDER
10/01/2018 às 16:18:43

Polícia Militar de BC certifica base comunitária de filosofia japonesa Koban

Inspetora da Polícia Nacional do país esteve no bairro da Barra

1

O comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar, Tenente-Coronel José Evaldo Hoffmann Junior, recebeu na manhã desta quarta-feira, dia 10, a inspetora Hisami Ohashi, da Polícia Nacional do Japão, para uma visita de inspeção e certificação da Base Comunitária da Barra como modelo KOBAN.

A visita da inspetora japonesa faz parte de um acordo de cooperação técnica internacional na área de Polícia Comunitária entre Brasil e Japão, que tem como finalidade estabelecer um sistema de troca de informações e experiências, além da multiplicação da filosofia de Polícia Comunitária pelas instituições brasileiras, denominado Koban, no Japão. O acordo foi assinado no dia 19 de dezembro de 2014 em Brasília - DF.
A inserção da metodologia de polícia comunitária nas políticas públicas de segurança estaduais é orientada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), como importante ferramenta de prevenção da criminalidade e violência. 

Este modelo de policiamento visa a participação social, envolvendo a comunidade na busca de mais segurança. Com isso, a Polícia Militar inovou ao implantar o programa Rede de Vizinhos, uma estratégia de prevenção ao crime unindo moradores e comerciantes em parceria com a PM em busca de um bem comum, a segurança pública.

Assim, a Polícia Militar busca dar continuidade a sua filosofia organizacional de adaptação às técnicas de policiamento comunitário, sendo referência nacional na atuação policial e em Polícia Comunitária.
Treinamentos 
Além de Santa Catarina, o acordo inclui visitas às bases estados do Espírito Santo, Distrito Federal, Amazonas, Bahia, Goiás, Paraná e Rio de Janeiro. Desde o ano 2015, a SENASP auxilia na realização desse cursos e treinamento, nos quais já foram formados mais 230 policiais de diversas partes do Brasil. Além de conteúdo teórico, a equipe do Brasil visitou as estruturas policiais de Tóquio e da província de Shiga. O objetivo final é tornar a polícia mais preparada e cuidadosa quanto à garantia dos direitos humanos e cidadania.

Comentários